• Jorge Cunha

A Importância do DIREITO PREVENTIVO na Gestão Empresarial

O mundo moderno trouxe consigo a necessidade de processos decisórios ágeis e consistentes na rotina das empresas. O plano estratégico de uma organização hoje deve ser dinâmico e sistêmico, enquanto no passado este plano era concebido com períodos de até 12 meses, hoje esta prática é inconcebível.



Atualmente, as organizações empresariais têm, necessariamente, que realizar atividades que incluem a prevenção e gestão de riscos. No campo jurídico é fundamental esta preocupação, pois, prevenir sempre custa bem menos que administrar.


Processos judiciais demoram muito, são extremamente caros, e, muitas vezes, não redundam na mais adequada ou justa solução.


O empresário moderno, nesses nossos dias, deve estar atento às incontingências do dia a dia dos negócios e também pensar no planejamento sucessório que melhor se adeque aos seus interesses, no de seus herdeiros ou sucessores, e, também, da organização empresarial que comanda.


O tempo urge, a concorrência é acirrada.


Para fazer frente a esta necessidade temos o Direito Preventivo como uma das importantes ferramentas que auxiliam o processo decisório. Através dele, o empresário pode mitigar riscos, diminuir custos, programar ações consistentes, numa atuação moderna e arrojada de gestão empresarial.

0 visualização0 comentário